sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Voltando à estaca zero...

... ou não!

Eu contei como foi o processo de fazer a Gabi ficar um pouquinho independente, dormindo sozinha, tirando as sonecas durante o dia no berço e tal. Foi bem mais fácil do que eu imaginei que seria, mas deu trabalho. Depois de muito chororo era só colocá-la no berço que ela dormia sozinha, eu não precisava fazer nada. A coisa mais fofa!!

A prova final foi durante as festas de fim de ano. Nós passamos na casa dos meus pais e por isso levamos o bercinho portátil pra quando o sono chegasse ela dormisse no berço e não no colo, como ela fazia antes. No Natal ela estranhou bastante o berço novo e o lugar, então deu um pouquinho de trabalho mas dormiu super bem. Já na primeira vez que acordou pra mamar dormiu novamente sem problemas. No Reveillón parecia que ela já conhecia tudo então foi bem mais tranquilo e ela nem reclamou dos fogos. Na hora da virada ela estava no meu colo, pra que ela se sentisse mais segura caso levasse sustos, mas ela passou por tudo numa boa. No máximo arregalava os olhinhos.

Então, chegou a 1a semana de 2011. Na terça, estava a colocando pra dormir à noite, banho tomado, alimentação em dia, tudo certo, como sempre fazemos. Coloquei-a no berço e ela começou a reclamar. Como ela nunca mais reclamou comecei a fazer as verificações básicas: fralda suja, roupa pinicando, alguma coisa estranha no berço. Nada! De repente ela começa a berrar e se contorcer. A menina que há bastante tempo nem chorava mais em casa estava berrando! Sério, quando ela aprendeu a berrar desse jeito? A parte de se contorcer eu já tinha visto ela fazer quando estamos brincando. Ela está começando a rolar, então já fica de lado sozinha e adora. Quando estamos brincando acho fofo ela se contorcer pra ficar na posição que ela quer, mas neste momento estava sendo meio assustador.

Eu não sabia o que fazer, então a peguei no colo para que se acalmasse. É exatamente o que os livros dizem para não fazer, mas eu nunca tinha visto aquilo. Ela se acalmou e dormiu. No dia seguinte ela não tirou nenhuma soneca sem antes dar esse showzinho. Achei melhor ligar pro pediatra porque eu já estava achando que era problema com o meu leite, que ela poderia estar reclamando de fome. Ele nos acalmou, como sempre, disse que era pra continuar dando o peito, que quanto mais eu desse mais leite eu produziria e que se o problema fosse mesmo esse logo estaria resolvido. Com o passar do dia eu já estava convencia de que não tinha nada a ver com alimentação. Os shows não tinham relação nenhuma com as mamadas. Eles tinham mais a ver com o berço. Sempre que eu a colocava no berço ela berrava. Ótimo, ela tinha esquecido tudo! Voltamos à estaca zero!

Logo no dia do aniversário da minha mãe e nós íamos a um restaurante pela 1a vez (conto essa história mais tarde). Eu estava tão feliz que ela estava mais calminha. Fazendo as sonecas, dormindo sozinha, dormindo bem na casa dos outros. Até ao shopping nós fomos e ela ficou super bem no carrinho olhando tudo e nem reclamou de fome, mesmo já tendo passado do horário da mamada. Estava me sentindo uma mãezona, tipo estou fazendo o meu papel, estou a educando para ser uma menina segura e independente. Rolou um desânimo básico. Eu queria voltar a fazer exercício este mês, mas com ela desse jeito, como eu poderia deixá-la com alguém? Ela só se acalmava no peito.

Acordei ontem já me preparando pra mais um dia daqueles. Ela dormiu bem. Graças a Deus, mesmo antes de dormir sozinha, durante a madrugada ela sempre foi bem tranquila. De manhã, mamou, brincou e hora da soneca. Esperei que ela me "dissesse" que estava com sono para só então colocá-la no berço. Suspense... Parecia que ia dormir bem, mas começou o show. Resolvi não tirá-la do berço e tentar acalmá-la ali mesmo. Consegui! Demorou mais tempo para fazê-la dormir do que ela levou dormindo. Mas dormiu no berço e sozinha. Já era um avanço. Na 2a soneca, a coloquei no berço e já estava preparada pro berro, mas ela dormiu calminha. E foi assim o resto do dia. Voltou tudo ao normal do mesmo jeito que saiu do controle, sem explicação nenhuma.

Minha mãe vive dizendo que bebês não têm 2 dias iguais. Ele pode estar muito bem num dia e no dia seguinte dar um piti qualquer e no próximo ficar calmo novamente. Nossa, que alívio! Tivemos um dia ótimo. Espero que o próximo dia ruim demore bastante pra chegar.

Adoro a carinha de quando ela está dormindo, com essas bochechas caídas e a boquinha. Aqui está dormindo na minha cama.



Gabi com 3 meses.

3 comentários:

  1. Nao desanima nao! Vc é uma mãezona sim!! E a Gabi não é uma máquina... Não tem Ctrl+Alt+Del ;) Bjss

    ResponderExcluir
  2. Conta a história do OLHA O PARABÉNS AI GENTE!!!!

    BJS para todos.

    ResponderExcluir
  3. Isso sim é camão!!!

    ResponderExcluir