domingo, 17 de abril de 2011

Exame de urina em bebês

Essa semana, Gabi teve febres altas novamente. Nós suspeitamos que sejam os dentinhos, mas o pediatra disse que pode ser infecção urinária, parece que é bem comum em bebês meninas. Se é comum na gente, mulheres adultas, imagina em bebês. Pra gente tirar a dúvida ele pediu um exame de urina. Sério, como se faz exame de urina em bebê?????

É muito mais simples do que eu imaginava. Mas, você precisa ter tempo ou sorte. Fomos ao laboratório e a atendente colocou um saquinho na Gabi, ele fica colado, como um adesivo. Você coloca a fralda frouxinha, só pra criança não ficar pelada e pronto, é só esperar o xixi.

Sentamos naquela parte onde fica o fraldário, porque tinha bastante coisas para distraí-la e esperamos... De 10 em 10 minutos verificávamos se ela tinha feito, e nada. A 1a hora se passou e precisamos trocar o saquinho. A atendente nos disse que se ela não fizesse na próxima hora era melhor deixarmos para outro dia porque aquela cola podia causar algum tipo de alergia. E lá fomos nós, de volta ao fraldário. A Gabi dormiu, acordou, viu tv, passeamos pelo laboratório e nada! Quando a menina chegou para tirar o saquinho dei aquela última verificada, já sem a menor esperança, e ela tinha feito o maior xixizão, quase encheu o saquinho. Ufa! Eu já estou trabalhando, passar mais 2 horas no laboratório com ela seria meio complicado. Além de chato, óbvio.

A atendente tirou o saquinho e a Gabi reclamou um pouco, como disse malido, sua primeira depilação. E é isso, agora é esperar o resultado. Simples, né? As vezes ainda fico boba com as coisas que inventam para facilitar a nossa vida.

Enquanto esperávamos a Gabi fazer xixi...

História dentro da história 1 - O menino questionador
Um menino chegou para fazer exame de sangue e estava super nervoso. A atendente chega tentando quebrar o gelo e diz: "Oi, você que é fulano?" e ele "Sim. Você é beltrana? Já fez isso antes?" Durante o exame ele queria saber o que era tudo, lá de fora a gente ouvia "O que é isso?" "Pra que serve essa agulha?" "Quanto disso você vai enfiar no meu braço?" "Na orelha??? Não, na orelha, não". O laboratório inteiro segurando para não rir alto.

História dentro da história 2 - O menino super educado
No tal espaço do fraldário tinha uma tv com videogame. Nós estávamos assistindo a tv quando chegou um menino de uns 12 anos, sei lá, sou péssima para essas coisas de idade, mas era pequeno. Ele viu que tinha videogame, mas como nós estávamos assistindo a tv ficou na dele. Até que alguém falou que ele poderia ligar o videogame e ele "Mas, ela não está assistindo?" Querendo saber da Gabi. Já achei super fofo porque a Gabi não assiste a nada, né? Qualquer criança cagaria para ela e não perderia a chance de ligar o videogame. Então ele liga e o único jogo que tem lá é alguma coisa parecida com um tetris. Aí, malido fala para ele "Crente que ia encontrar um Call of Duty, né?" Pra quem não sabe Call of Duty é um desses joguinhos de tiros e tal. E o moleque responde: "Não, não pensei que pudesse ter um jogo desse tipo num hospital, não." Que coisa mais fofa! Pra terminar, a mãe / tia / avó (mais uma vez eu sou péssima com idades, e neste caso é melhor nem chutar) o chamou para ele ser atendido. E ele diz "Já vou, deixa só eu desligar o videogame e ligar a tv para ela aqui porque ela estava assistindo." E vira pra gente "Desenho, né?"

Ooooh... Quero que a Gabi cresça uma menininha educada assim.





Gabi com 7 meses.

2 comentários:

  1. Que histórias fofas! Lógico que ela vai ser educada!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Tadinha! Gabi é muito pequena pra fazer exames! Mas que bom q a febre sumiu. Deve ser dentinho mesmo. BJss

    ResponderExcluir